Saiba como organizar melhor as contas se você possui um cartão de crédito

Aluguel, conta de luz, supermercado, prestações do veículo, mensalidade escolar, plano de saúde… a lista de despesas é grande. Na hora de pagar cada uma delas também é possível escolher entre diferentes opções: boleto, transferência, Pix, cartão de débito e, claro, o famoso cartão de crédito. 

As vantagens de usar o cartão de crédito, independentemente da operadora escolhida, é  que os gastos podem ser pagos na fatura do mês seguinte à data da compra. Por isso, o cartão acaba sendo uma alternativa cada vez mais escolhida para ajudar no planejamento financeiro de muitas famílias.

Em 2020, a média de transações com cartão de crédito representou 29,2% da renda do consumidor brasileiro, de acordo com levantamento do Serasa. Ainda segundo a pesquisa, entre os consumidores que ganham até R$ 1 mil por mês, o gasto médio com cartão ficou em R$ 524 em abril – o equivalente a 60,7% da renda destes brasileiros.

Como organizar as contas se você tem um cartão de crédito

Os cartões de crédito surgiram para facilitar a vida de muita gente. Isso é muito fácil de entender. O problema é quando os gastos mensais saem do controle e o seu maior aliado — o cartão de crédito— se torna no seu arqui-inimigo. Pois bem, com isso, algumas dicas são importantes para que você não perca o controle e use o cartão de crédito com muita responsabilidade. 

Concentre gastos para ter visibilidade 

Muita gente tem dificuldade em anotar cada compra feita no dia a dia. Por isso, concentrar determinados gastos no cartão pode ser uma boa saída. Dessa forma, parte das suas despesas mensais poderá ser vista no seu extrato, seja pelo app do seu banco, internet banking ou nos caixas eletrônicos.

Escolha uma data de vencimento próxima do dia em que recebe seu salário e em que outras contas vencem

Essa é uma maneira bem simples de pagar sua fatura no dia ou até mesmo antes do vencimento.

Se você recebe dia 5 do mês, escolha uma data próxima, como 10 ou 15, por exemplo. Dessa forma, assim que você receber já pode efetuar o pagamento. Não precisa esperar a data de vencimento. No momento em que sua fatura fechar, ela já pode ser paga.

Colocar o vencimento do cartão e dos demais boletos em datas próximas pode te ajudar a priorizar esses compromissos financeiros. Se sobrar uma quantia no fim do mês, esse valor pode virar uma reserva de emergência.

Fique atento ao fechamento da sua fatura

O fechamento da fatura acontece 7 dias (ou 10, dependendo da sua instituição financeira) antes do vencimento dela. Nessa data, é possível já pagar um boleto.

É importante lembrar que a data do fechamento da fatura é um ótimo momento para fazer compras: sempre que você faz uma transação antes da sua fatura fechar, essa compra entra na sua fatura atual. Em outras palavras: as compras só passam para a fatura seguinte quando realizadas depois do fechamento da mesma.

Negocie a anuidade – ou opte por um cartão sem tarifas

Algumas opções de cartão de crédito cobram anuidade e essa quantia acaba sendo um gasto a mais que pode comprometer as finanças do mês. Certas operadoras de cartão oferecem descontos e, às vezes, até isenção desse valor, dependendo do perfil de cada cliente. Entre em contato com seu banco e tente negociar.

Outra alternativa é escolher um cartão de crédito sem anuidade ou tarifas de manutenção. É importante checar, no entanto, se não existem asteriscos ou letras miúdas nos contratos. 

Procure pagar o total da fatura

Pagamento mínimo, crédito rotativo e parcelamento acarretam juros. Além disso,  atrasos no pagamento do cartão de crédito podem acabar no envio das informações aos órgãos de proteção ao crédito, ao bloqueio e até cancelamento do cartão.

Por isso, se programe para tentar sempre pagar o total da fatura do mês. 

Conheça seu orçamento

Entender os gastos que estão comendo o limite do cartão de crédito é um primeiro passo, mas lembre-se que, acima de qualquer coisa, é preciso saber qual é o limite do seu orçamento.

Tenha sempre em mente qual sua renda, quais suas despesas fixas, quanto você quer poupar e quanto resta para outras contas.

Fica mais fácil usar o limite do cartão quando você tem em mente os próprios limites financeiros. Dessa forma, você consegue controlar melhor as suas despesas, o que interfere diretamente na sua saúde financeira.