O que são fundos de ações?

Um fundo de ações é um tipo especial de fundo mútuo, fundo de índice ou fundo negociado em bolsa (ETF) que investe em ações ordinárias ou ações, em vez de títulos.

Como um novo investidor, você pode não ter ouvido falar de fundos de ações, e aprender sobre eles deve estar no início de sua jornada financeira. 

Depois de entender o que eles são, você ainda terá que classificar as milhares de opções disponíveis para encontrar a melhor opção para seu portfólio. 

Aprenda alguns dos princípios básicos e você ficará mais informado sobre o que está vendo sempre que olhar o prospecto de um fundo mútuo ou falar com um consultor de investimentos registrado.

O que é um fundo de ações?

Um fundo de ações é um tipo de fundo de investimento que possui CPNJ próprio, um gestor destacado, auditorias externas e que capta dinheiro dos investidor com o objetivo de investir em ações de companhias de capital aberto para obter rentabilidade superior ao benchmark estabelecido no seu prospecto.

O denominador comum com fundos de ações é o desejo de gestão de fundos para encontrar boas oportunidades de investir em negócios que irão crescer, gerando lucro para os proprietários. Isso contrasta com um fundo de obrigações ou de renda fixa, que usa o dinheiro dos acionistas para fazer empréstimos a empresas ou governos e recebe a receita de juros.  

Tipos de fundos de ações

mãos sobre planilhas e gráficos

Fundos de ações com foco na geografia

  • Fundos de ações internacionais: investir em ações fora dos Estados Unidos
  • Fundos de ações globais: invista em ações em todo o mundo, incluindo as dos Estados Unidos. Dito isso, esses fundos tendem a favorecer as ações estrangeiras em pelo menos 80% do peso total de sua carteira
  • Fundos de ações em todo o mundo: Invista em ações de todo o mundo sem fazer distinções entre ativos nacionais e internacionais, seguindo sempre que o gerente de portfólio ou metodologia de investimento ditar
  • Fundos de ações nacionais: invista em ações apenas no país de origem do investidor e do emissor. Para a maioria dos leitores, serão os Estados Unidos

Fundos de ações focados na capitalização de mercado

  • Fundos de ações de mega capitalização: invista em ações das maiores empresas do mundo. Essas empresas são gigantes que valem centenas de bilhões de dólares (por exemplo, Walmart ou Berkshire Hathaway)
  • Fundos de ações de grande capitalização: investir em empresas com grande capitalização de mercado
  • Fundos de ações de capitalização média: investir em empresas com capitalização de mercado média
  • Fundos de ações de pequena capitalização: investir em empresas com uma pequena capitalização de mercado
  • Fundos de ações de micro capitalização: investir em pequenas empresas de capital aberto no valor de alguns milhões, ou dezenas de milhões, de dólares em capitalização de mercado

Fundos de ações focados no estilo de investimento

  • Fundos de private equity: investem em empresas de capital fechado que não negociam na bolsa de valores. Eles podem abrir uma sociedade de responsabilidade limitada, injetar milhões ou até bilhões de dólares nela, levantar dinheiro emitindo títulos e, em seguida, adquirir a administração de empresas que acredita que pode melhorar.
  • Fundos de renda variável : investem na propriedade de empresas que pagam dividendos significativos , geralmente medidos por um histórico de aumentos de dividendos, rendimento de dividendos absoluto e relativo e índices conservadores de cobertura de dividendos. Esses fundos são projetados para gerar receita para o investidor, e não apenas para crescimento de capital.
  • Fundos de crescimento de dividendos: investem na propriedade de empresas com histórico de aumento de dividendos por ação a uma taxa muito mais rápida do que o mercado de ações como um todo. Existem muitas maneiras diferentes de ganhar dinheiro com uma estratégia de crescimento de dividendos. Às vezes, eles vencem seus colegas de maior rendimento e podem fazer investimentos maravilhosos de compra e manutenção. Os fundos de crescimento de dividendos são semelhantes aos fundos de renda variável.
  • Fundos de ações específicos a um setor ou setor: rastreiam áreas específicas da economia, como indústrias ou setores. Isso pode ser atraente para aqueles que desejam investir seu dinheiro em certos tipos de negócios, o que pode não ser uma má ideia, uma vez que certos setores têm produzido altos retornos desproporcional para os proprietários.
  • Fundos de valor: procuram comprar ações subvalorizadas conforme considerado pela análise fundamental que leva em conta, entre outras coisas, o valor contábil em relação ao preço da ação e rendimento de dividendos.
  • Fundos de crescimento: investem em ações com alto potencial de crescimento, como as dos setores de tecnologia ou biofarmacêutico. Essas empresas podem ter fundamentos desfavoráveis, mas a esperança é que as empresas cresçam em seus números e produzam uma taxa de retorno acima da média para os investidores.

Fundos de ações vs Ações individuais

mãos sobre gráficos

Uma decisão importante que cada investidor terá de enfrentar é se deseja ou não investir em fundos de ações ou investir diretamente em ações.

Os fundos de ações contam com gestões profissionais, uma equipe de pessoas especializadas em análise de mercado e com bastante estudo para escolher as melhores opções. Os fundos de ações contam também com a possibilidade de utilização de derivativos para controle de perdas em caso de movimentos abruptos do mercado acionário. No entanto, cobram taxas de administração que normalmente incidem sobre o patrimônio investido e não sobre a rentabilidade. Além disso ainda há a taxa de performance que é cobrada caso a rentabilidade do fundo bata o benchmark determinado.

Já o investimento direto em ações possibilita ao investidor escolher diretamente as ações em que deseja investir. Embora não tenha a equipe com que conta o gestor do fundo de ações, o investidor individual pode se dedicar a estudar mais detidamente uma determinada companhia e traçar estratégias de investimento particulares, desvencilhadas das estratégias do fundo. Além disso, o investidor individual não possui as taxas de administração e de performance o que maximiza os ganhos e reduz significativamente os custos.

Estes aspectos e alguns outros devem ser considerados quando se for escolher realizar o investimento em fundos ou diretamente em ações.

Gostou das dicas? Para mais conteúdos sobre investimentos, ações e mercado financeiro, continue em nosso blog.