Como se programar para viver de renda e se aposentar precocemente?

É possível viver de renda?

Quem não gostaria de deixar de trabalhar e viver somente do rendimento dos seus investimentos? Este, com certeza, é o sonho de muitos de nós e esta é a fórmula simples para mostrar quanto dinheiro será necessário para você viver da renda.

Em outras palavras, você quer viver da receita que seus investimentos geram, sem gastar seu capital de investimento porque aí você não estará consumindo o seu patrimônio acumulado, mas somente os frutos oriundos dele. Esta é a forma ideal de viver de investimentos, para que não tenha de esgotar o seu capital de investimento.

Primeiramente temos que ter em mente que a palavra de ordem para conseguir viver do rendimento dos seus investimentos é: planejamento. Tudo tem que ser colocado no papel (contas, despesas, estilo de vida, consumo, custos fixos, local onde se pretende viver, gastos com saúde, entretenimento etc.) para traçar o plano e definir quanto será necessário poupar e investir mês a mês para acumular capital suficiente para que este patrimônio gere frutos suficientes para cobrir as despesas do seu custo de vida.

familia em traje de banho

Depois de nos aposentarmos precocemente no final da meia-idade, ponderamos quanto dinheiro precisamos para viver de nossos investimentos. Sabendo que não queríamos esgotar nossas economias, começamos a criar fontes de renda diversificadas e fizemos isso nos 10 anos que antecederam a nossa aposentadoria.

Vou compartilhar o que aprendi sobre como estimar quanto dinheiro você precisa para viver de investimentos e tudo o que você deve considerar antes de se organizar para viver dos frutos do seu patrimônio acumulado.

Existem alguns fatores super importantes relacionados ao risco que você não quer perder, então certifique-se de ler toda esta postagem.

Usando o tamanho da conta e o rendimento para determinar quanto dinheiro você precisa

Quando você está considerando como viver de investimentos, primeiro, você se depara com a decisão de viver somente de receitas de investimentos, como no exemplo acima, ou gastar suas economias (capital de investimento) para viver.

Se isso é realmente uma opção ou não, depende de quanto dinheiro você tem e de quanto rendimento você ganhará com os investimentos, então vamos começar por aí.

Considerando-se a taxa de juros anual (SELIC) fixada no Brasil hoje no patamar de 2% ao ano, um rendimento anual de 6% ao ano, ou 0,5% ao mês em uma carteira de investimentos bastante diversificada é bastante realista e não demandaria nenhum talento sobrenatural.

O ideal, então, é que esse percentual de 0,5% ao mês dos seus investimentos seja suficiente para custear seu estilo de vida e suas necessidades básicas.

Mas digamos que, como a maioria dos investidores, a renda gerada por seus investimentos não está proporcionando renda suficiente para viver. Isso significa que você precisará mergulhar na próxima camada, ou seja, começar a gastar o seu patrimônio acumulado.

Mas você precisa entender como isso funciona para determinar se deseja contar com o gasto do seu patrimônio acumulado (além da receita) para obter uma boa estimativa de quanto dinheiro você precisa para viver dos investimentos. Do contrário, você pode gastar muito dessa importante camada de suas economias e, eventualmente, ficar sem dinheiro ou, no outro extremo, viver de maneira muito frugal para aproveitar a vida.

Exemplo de viver de renda e ganhos de capital

Digamos que você ganhe R$ 5.000 por mês com dividendos de ações em sua conta de investimentos para aposentadoria. Suponhamos também que este seja o seu gasto mensal normal de seus investimentos. Em outras palavras, você está vivendo de dividendos. (Para simplificar, vamos fingir que os dividendos são distribuídos uniformemente a cada mês, o que não é comum na realidade.)

Todo ano você faz uma boa viagem. Um mês, você decide fazer uma viagem à Europa com toda a sua família. 

casal em piscina paradisíaca

Você recebeu a receita de dividendos de R$ 5.000 que já foi aplicada em suas despesas mensais usuais naquele mês. Você olha para seus investimentos e vê que tem algumas ações da Apple que aumentaram de valor ao longo dos anos, de seu custo inicial de R$ 10.000 para um valor atual de R$ 20.000. Você decide vender R$ 10.000 em ações da Apple.

Como resultado, você tem um ganho de capital de R$ 10.000 (realizado) neste exemplo. Você usará esse dinheiro para financiar sua viagem. Além disso, você usou R$ 5.000 de renda de investimento para pagar as contas normais em casa naquele mês.

No entanto, você tem que ter em mente no exemplo acima que os R$10.000 realizados pela venda das ações da Apple foram patrimônio dilapidado e, portanto, deixarão de te gerar renda no futuro.

Conclusão

mulher posando em piscina

É possível viver de renda, em vários estilos de vida e custos. Você precisa entender como funciona o mercado e ter noção de quanto você gasta por mês para saber se é possível viver somente dos investimentos.

Mas nunca se esqueça: quanto mais fontes de renda, melhor. Diversifique seus investimentos e tenha dinheiro passivo vindo de várias fontes para ter um fluxo maior de ganhos em sua vida.

Gostou do conteúdo? Para mais artigos sobre investimentos e mercado financeiro, continue em nosso blog.