Conheça a Magazine Luiza (MGLU3)

Decidir por um ativo da bolsa, seja ação ou fundo de investimento é sempre uma tarefa difícil, mesmo que haja aqueles que digam que o mais importante é se expor ao mercado.

Dentre as mais variadas ações, temos a Magazine Luiza (MGLU3), ação muito conhecida pelos investidores. Caso você nunca tenha ouvido falar sobre ela, esse é o momento de saber o porquê ela é também querida por muitos investidores.

Sobre Magazine Luiza S/A (MGLU3)

A Magazine Luiza, mais especificamente Magazine Luiza S/A, é uma rede do varejo no Brasil, sendo negociada na B3 sob o código MGLU3, e caracterizada como sociedade anônima de capital aberto. Dentre as suas atividades, a empresa foca bastante na comercialização de eletrônicos e móveis, tanto de forma digital quanto física.

Mesmo sendo uma empresa que possui diversas lojas físicas presentes em todo o território nacional, a Magazine Luiza tem forte atuação em meios digitais, a partir de sua própria plataforma. Esse modelo de negócios é a principal característica da companhia, sendo até mesmo denominada de loja virtual com pontos físicos.

Um ponto importante no processo de expansão da rede varejista foi a aquisição de redes locais menores. Como um plus, a expansão da rede possibilitou a incorporação de novos produtos em seu mix; empresas como Livraria Cultura e Estante Virtual (comercialização de livros) permitiram que isso acontecesse logo após as suas aquisições.

História da Magazine Luiza (MGLU3)

A Magazine Luiza teve início em 1957 no interior do estado de São Paulo, mais especificamente, na cidade de Franca. Os seus fundadores foram Luiza Trajano e Pelegrino Donato e o processo de fundação da empresa aconteceu por meio da compra de uma loja de presentes denominada Cristaleira. Depois disso, em um pequeno lapso de tempo, o nome da loja foi alterado por meio de um concurso realizado pela rádio da cidade.

Pelos anos seguintes, a rede de lojas se expandiu. Algumas delas foram abertas em outras cidades no interior do estado. Exatamente em 1974, a Magazine Luiza abriu a sua primeira loja de departamentos e depois de duas décadas desde a sua fundação, 30 lojas estavam em pleno funcionamento.

Em 1991, Luiza Helena Trajano tornou-se superintendente da rede de lojas. Foi nesse momento que a empresa passou por diversas mudanças, de modo a reestruturar a forma como o negócio funcionava. Um exemplo disso foi a implementação da plataforma digital da empresa.

Inovação no modelo de negócio

As ações tomadas visavam transferir as vendas da empresa, que ocorriam de forma física, para o meio digital — isso concentrou boa parte dos esforços da empresa no período.

Além disso, medidas para implementar um plano de expansão foi posto em prática a partir da compra de redes varejistas menos expressivas nas regiões em que a empresa ainda não tinha entrado.

Seguindo essa força pendular, a empresa começou a olhar para outros segmentos, principalmente onde as vendas pudessem ser feitas no meio digital. Sendo assim, empresas como Netshoes, Estante Virtual e Livraria Cultura fizeram parte dessas aquisições.

No ano em que completou 50 anos, em 2008, a Magazine Luiza inaugurou muitas lojas físicas na cidade de São Paulo. Assim como os anos desde a fundação da empresa, 50 lojas físicas entraram em funcionamento na cidade.

Foi em 2011, o ano em que a Magazine Luiza fez o seu IPO — Oferta Pública Inicial, do termo inglês Initial Public Offering, momento em que uma empresa decide abrir capital de forma pública a fim de vender suas ações pela primeira vez — e suas ações começaram a ser negociadas na bolsa, tendo sido uma das empresas com o melhor desempenho dentre as empresas listadas nos anos de 2016 e 2017.

Principais produtos e serviços comercializados pela Magazine Luiza (MGLU3)

A Magazine Luiza tem como carro chefe a comercialização de eletrodomésticos e móveis. A logística da rede varejista é composta por diversas lojas físicas distribuídas por todo o território nacional e centros de distribuição responsáveis pelo abastecimento tanto das vendas feitas nos pontos físicos quanto da sua plataforma digital. 

Além dos tipos de produtos já mencionados, a Magazine Luiza oferece alguns serviços financeiros. Os principais deles são: LuizaSeg (linhas de seguro), LuizaCred (linhas de crédito) e Consórcio Luiza (consórcios de diversos tipos).

Características das ações da Magazine Luiza (MGLU3)

Dentre as características das ações da Magazine Luiza, temos:

  • Segmento de Listagem: Novo Mercado
  • Tag along: 100%
  • Free Float: 41%

Investir na Magazine Luiza (MGLU3) é uma boa ideia?

Por se tratar de uma das maiores redes varejistas do país, a Magazine Luiza configura-se como uma opção bastante válida de exposição ao setor de varejo. 

Contudo, como deve ser feito com qualquer ativo, faça uma avaliação mais completa da empresa, especialmente de seus fundamentos antes de se arriscar ao investir nessa ação. Verifique, também, quais foram os resultados que as suas empresas demonstraram ao longo dos anos. Fazendo isso, você terá um panorama mais claro para tomar as suas decisões.

Vale lembrar que consultar relatórios dos lucros da empresa, assim como análises de especialistas é sempre muito bem-vindos. Portanto, certifique-se de que você está bem munido das melhores informações antes de decidir por uma postura.