Comprar ou alugar? Como decidir o que vale a pena quando o assunto é imóvel?

Alugar ou comprar o lugar onde você mora é uma decisão importante. O impacto desta decisão afeta não apenas o seu orçamento mensal mas também o seu estilo de vida e o tamanho das economias que você acumula ao longo dos anos.

Os aspectos que envolvem essa decisão, muitas vezes transcendem o financeiro e o racional passando pelo emocional.

Todos os dias, as pessoas compram casas quando, do ponto de vista financeiro muitas vezes estariam melhor alugando. E o argumento é muitas vezes irracional: as pessoas foram criadas e educadas pensando na importância de ter um lugar para criar raízes, para deixar para os filhos, para ter estabilidade em um país cuja estabilidade das instituições não está entre as melhores características.

Da mesma forma, as pessoas alugam o tempo todo pela flexibilidade e responsabilidade mínima que isso oferece, embora elas acumulassem um patrimônio líquido maior com o tempo se comprassem um imóvel.

Não temos dúvidas de que é uma decisão difícil e envolve muitos aspectos. Por isso, vamos tentar esclarecer e trazer alguns pontos para ajudar você a tomar esta decisão.

Aluguel – vantagens e desvantagens

Alugar um imóvel significa ter muito mais flexibilidade para que você possa escolher onde morar de tempos em tempos. Para não ser punido com as penalidades e multas contratuais, basta que você observe as cláusulas do contrato assinado e respeite o tempo de permanência mínimo estabelecido.

Além disso, você pode aumentar a sua comodidade alugando um apartamento mobiliado e não ter que se preocupar com a aquisição de eletrodomésticos ou com a renovação da decoração, escolhendo a sua moradia completa.

Por fim, ao alugar um imóvel você não precisa desembolsar quantias relevantes de dinheiro de uma vez, preocupando-se somente em fazer com que o valor do aluguel mensal caiba dentro do seu orçamento mensal.

No entanto, também significa que você pode ter que se mudar repentinamente caso o proprietário do imóvel que você aluga resolva usar o imóvel para outra finalidade. Além disso, os reajustes dos valores do aluguel mensal são estabelecidos por índices que fogem completamente ao seu controle e, por isso, os reajustes anuais podem trazer algumas surpresas.

O maior mito sobre o aluguel é que você está “jogando dinheiro fora” todo mês. Isso simplesmente não corresponde à realidade. É simples: você precisa de um lugar para morar, e isso sempre custa dinheiro, de uma forma ou de outra.

Quando você aluga um imóvel, sabe exatamente quanto vai gastar com moradia a cada mês, possui as cláusulas contratuais que incluem o índice de reajuste e todas as condições que você deve respeitar, permitindo que você se planeje enquanto durar aquele contrato. Além disso, muitas vezes, o valor mensal do aluguel é menor do que seria a prestação para comprar aquele mesmo imóvel, não sendo, portanto, vantagem comprar aquele imóvel.

Por fim, ao alugar o imóvel você não se responsabiliza pela realização de obras e reparos essenciais que correm por conta do proprietário. No entanto, não se permite, em regra, a realização de obras de embelezamento do imóvel sem o consentimento do proprietário. Então, se você mora em um imóvel alugado e quer mudar uma parede de lugar ou ampliar a cozinha, você só pode realizar esta obra com a autorização do proprietário do imóvel e, provavelmente terá que reestabelecer o estado original do imóvel antes de devolvê-lo.

Compra – vantagens e desvantagens

A casa própria traz benefícios intangíveis, como sensação de estabilidade, pertencimento a uma comunidade e orgulho de propriedade, além de ser um investimento que pode transcender a sua geração, sendo transferido aos seus herdeiros. Além disso, pagar um financiamento imobiliário pode ser uma forma de construir algum patrimônio, especialmente para pessoas com dificuldade em organizar sua vida financeira e juntar algum dinheiro.

No entanto, se você tem um perfil nômade ou está pensando em conhecer outros lugares antes de fixar suas raízes, comprar um imóvel não deve ser uma opção recomendada.

Os bens imóveis são um ativo de liquidez extremamente baixa, o que significa que vender e levantar o dinheiro em caso de necessidade pode levar um tempo e, em caso de uma baixa eventual no mercado, pode ser até que você tenha que realizar um prejuízo.

Por isso, mudar de ideia sobre onde você quer morar é muito mais caro quando você é proprietário.

Como já dissemos, o custo geral da casa própria tende a ser mais alto do que o custo geral do aluguel.Isso é verdade mesmo se o pagamento mensal da hipoteca for semelhante (ou inferior) ao aluguel mensal.

Aqui estão algumas despesas com as quais você gastará dinheiro como proprietário e que não precisa pagar como locatário:

  • Impostos sobre a propriedade
  • Taxa de coleta de lixo
  • Serviço de água e esgoto
  • Reparos e manutenção
  • Controle de pragas
  • Corte de árvore
  • Seguro de proprietário
  • Limpeza de piscina (se você tiver uma)
  • Seguros residenciais diversos, principalmente se o imóvel estiver financiado.

    Considerações Especiais

    Como você já deve ter percebido, a melhor opção para você não envolve apenas dinheiro, mas é também uma questão de conforto e da sua visão para sua vida. Ignore as pessoas que dizem que possuir sempre faz mais sentido no longo prazo ou que alugar é jogar dinheiro fora, pois esta análise é muito mais complexa do que uma simples conta matemática.

    Além disso, desconsidere aqueles que dizem que faz mais sentido comprar se o pagamento mensal da hipoteca for igual ou inferior ao pagamento do aluguel mensal. Os mercados imobiliários e as circunstâncias de vida são muito variados para fazer declarações generalizadas como essas.

    Em última análise, a decisão de alugar ou adquirir não é apenas financeira. Também é emocional.

    Deixe-nos um comentário a respeito da sua vivência e opinião a respeito das vantagens quanto à compra ou aluguel de imóveis e continue acompanhando nosso blog para mais dicas e informações sobre investimentos e finanças. Até mais!