Como planejar a sua aposentadoria com tranquilidade

A aposentadoria fácil é a meta de muitos brasileiros, mas planejar a aposentadoria e colocar esse planejamento em prática pode ser muito trabalhoso. Nem sempre é fácil guardar uma parte do seu salário mensal, mas é uma atitude básica para quem pretende entrar na terceira idade com uma vida financeira mais saudável.

Quer saber como chegar lá e alcançar a tão esperada paz financeira da aposentadoria? Consulte as dicas a seguir que podem ajudá-lo a planejar sua aposentadoria e permitir que você alcance a terceira idade com mais dinheiro e menos preocupações financeiras.

Não confie apenas no INSS

A previdência social (INSS) é a forma mais comum de planejar a aposentadoria, se é que se pode chamá-la de planejamento. Na verdade, no Brasil, todo trabalhador formal (com carteira assinada ou Microempreendedor Individual) contribui obrigatoriamente para a previdência oficial.

No entanto, essa solução não deve ser a única (ou principal) fonte de renda para os aposentados. Isso ocorre porque a contribuição para este “investimento” público é restrita e limitada ao teto estabelecido pelo governo e, consequentemente, a aposentadoria da pessoa beneficiária também o será.

Não é incomum encontrar pessoas que se aposentaram pelo INSS para continuar “trabalhando” ou encontrar uma segunda fonte de renda. Isso porque, em muitos casos, o valor pago não é suficiente para sustentar sua família e despesas médicas, principalmente, na terceira idade, quando a tendência dos gastos fixos com saúde é aumentar.

O cálculo do salário de benefício é extremamente complexo e vem sendo reformulado (para pior, claro) com as sucessivas reformas da previdência de modo que não é seguro apostar suas economias e seu estilo de vida futuro na seguridade social pública.

Para não contar com o INSS, outras formas de investimento de longo prazo devem ser buscadas.

Considere institutos de previdência privada

Para quem não pretende contar apenas com o INSS no planejamento da aposentadoria, a previdência privada é uma opção interessante. Ao contrário das contribuições públicas obrigatórias, existem diferentes planos de previdência privada, que ampliam o leque de opções das pessoas.

Explicaremos melhor sobre os planos de previdência complementar em um outro artigo, mas a grosso modo, o Vida Gerador de Benefícios Livres (VGBL) é um plano para quem tem isenção de impostos ou declara imposto de renda (IR) de forma simplificada ou deseja aportar mais do que o limite de 12% da renda bruta anual. Já o PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) é ideal para quem preenche um formulário de IR completo.

Além dessas duas categorias, o sistema tributário ainda pode ser selecionado para cada plano. O sistema pode ser progressivo (quando a taxa de imposto diminui com o tempo) ou progressivo (quando a taxa de imposto aumenta de acordo com o valor).

Investimento regular

Manter a regularidade do investimento é essencial para planejar a aposentadoria e um futuro financeiro estável. Não adianta investir muito em um mês em que houve uma sobra financeira se você vai esquecer no semestre que vem de continuar seu investimento.

Para quem deseja se aposentar em paz, o segredo é a regularidade do investimento do dia a dia (ou mês a mês). Portanto, sempre mantenha um compromisso de investimento mensal.

Se tiver dificuldades, comece com um valor pequeno e vá aumentando conforme aumenta sua renda ou disponibilidade financeira. Aqui no nosso blog também você encontrará artigos que te ajudarão a organizar suas finanças e melhorar seus investimentos. Aproveite nosso conteúdo e busque alternativas para fazer seu dinheiro render mais.

O mesmo vale para aqueles que também desejam se aposentar só pela previdência social pública. Mesmo que você trabalhe informalmente ou não tenha uma renda fixa, o ideal é que continue contribuindo para o INSS, mesmo não sendo obrigado. Isso porque as contribuições lhe garantem o acesso a alguns benefícios providos pela seguridade social que podem ser muito úteis como a pensão por morte, a aposentadoria por invalidez etc. Além disso, o atraso nas contribuições lhe traz inúmeros prejuízos, incluindo a perda da qualidade de segurado em alguns casos além de ensejar multas e outros prejuízos, atrasando a sua aposentadoria.

Tenha um objetivo claro

Ao planejar a aposentadoria, é vital que você tenha um objetivo claro. Isso porque, caso contrário, o objetivo específico não será alcançado porque ele não existe!

No entanto, pensar e planejar a aposentadoria como uma situação abstrata e muito remota pode se tornar um grande obstáculo. É por isso que este problema deve ser tratado com a atenção que merece: afinal, esta é uma situação que inevitavelmente e que todos irão enfrentar (salvo aqueles que, por motivos de saúde, vierem a falecer antes).

Lembre-se de que a idade chega para todos (ou quase) e, para garantir uma aposentadoria com mais tranquilidade financeira, devemos nos concentrar nesse objetivo o mais rápido possível.

Faça um planejamento financeiro

O planejamento é essencial para a saúde financeira de qualquer pessoa. No entanto, isso é particularmente importante para aqueles que já estão pensando em se aposentar. Além disso, quanto antes você começar a planejar sua aposentadoria, melhor, pois envovlerá investimentos menores diluidos em um longo período de tempo. Deixar para fazer um planejamento tardio envolve investir quantias maiores em um curto período de tempo, porque você terá menos tempo para acumular a quantia que ira te sustentar pelo resto da vida.

Ao economizar dinheiro para o futuro, além de controlar todas as receitas de saída e entrada de casa, as despesas também devem ser organizadas. Há outros artigos aqui no blog que explicam com maiores detalhes o planejamento financeiro para você começar a economizar e como aumentar sua renda com o fruto dos seus investimentos.

A aposentadoria deve ser uma preocupação de todos os brasileiros. Depois de atingir uma certa idade, seguramente seu corpo e sua mente não conseguirão desempenhar a tarefas do seu trabalho com a mesma desenvoltura e eficiência e sua atividade se tornará cada vez mais penosa.

Além disso, quem de nós não deseja ter tempo para se dedicar aos filhos e netos, às viagens adiadas pela falta de tempo, aos hobbies e ao lazer? Para tanto será necessário que você tenha se programado para que possua, a esta altura da sua vida, uma renda para custear não só suas despesas básicas mas também este novo estilo de vida que você vai levar.

Portanto, quanto antes você começar a pensar e planejar a aposentadoria, melhor será sua qualidade de vida financeira! A preparação para essa situação tornará seu futuro mais pacífico e evitará problemas desnecessários.

Você gostou de nossas dicas de planejamento de aposentadoria? Compartilhe-os em suas redes sociais e ajude seus amigos a cuidar melhor de sua situação financeira futura! Deixe um comentário com novas sugestões e siga nosso blog para novos artigos e dicas sobre finanças e investimentos. Até mais!