5 coisas que você não deve fazer com o cartão de crédito

O cartão de crédito é um grande aliado na hora das compras. Apesar disso, algumas pessoas confundem o uso que podem fazer desse recurso e percebem que meteram os pés pelas mãos na hora de pagar a fatura.

Abaixo, confira o que você não deve fazer ao utilizar o cartão e o que fazer para melhorar o uso desse grande aliado.

1 – Parcelar contas de consumo

Não tem a conta de água, luz, internet? Então… elas são consideradas de consumo. Isso porque essas cobranças são recorrentes, mensais, o que as caracteriza como gastos fixos. Além dessas contas, existem os gastos com alimentação, mensalidade da escola dos filhos e outros gastos fixos.

Caso você utilize o cartão de crédito para pagar esse tipo de conta, pare imediatamente. Como você vai parcelar algo que você sabe que terá que pagar sempre ou por um longo período de tempo? Essa estratégia é muito danosa para as suas finanças. 

Portanto, antes de pôr algum gasto desse tipo no cartão de crédito, faça um bom planejamento para que você não utilize essa ferramenta de forma errada. Lembre-se que o cartão deve ser seu aliado, não inimigo.

2 – Comprar por impulso

Provavelmente todo mundo já teve a experiência de comprar algo que não precisava, mas o fez completamente por impulso. Não é vergonhoso admitir isso. Faz parte da natureza humana. O grande problema surge quando isso se torna um hábito.

Caso você esteja passando por isso, uma ótima opção para contornar esse problema seria passar bem longe da tentação, quer dizer, evitar as lojas que você tem certeza que vai ter um deslize ou pedir para algum amigo ou familiar esconder o cartão de você.

Não vale a pena comprar por impulso. Isso só vai te trazer prejuízo e arrependimento. Portanto, da próxima vez que te der vontade de comprar algo desnecessário, pense nos valores que serão cobrados na próxima fatura.

3 – Gastar além da sua realidade

Um outro problema que pode parecer inofensivo é gastar como se não houvesse o amanhã. A pessoa para e pensa consigo mesma: “se eu tenho limite no cartão, então devo comprar”. Errado! Simplesmente errado. Você não deve comprar só porque tem limite disponível, você deve considerar o seu orçamento em primeiro lugar.

Se você sabe que só pode pagar R$ 1.000 no mês, por que você compraria R$ 2.000 se não pode arcar com esse gasto? Da próxima vez, leve em consideração a sua renda mensal líquida para se certificar que conseguirá dar conta do pagamento da fatura.

4 – Possuir vários cartões

Os cartões de crédito estão por toda a parte. Há para todos os gostos e bolsos. Alguns deles cobram anuidade, outros não. Alguns oferecem parcerias com salas de cinema, outros não. Fato é que existe cartão para qualquer perfil de cliente existente na face da terra.

Apesar de existir toda essa gama de cartões, não significa que você precisa colecioná-los. Mas por quê? A razão é bem simples: porque você terá grandes dificuldades em administrá-los.

O primeiro problema seria saber em qual deles você fez as compras, o segundo tem a ver com os limites que podem se tornar uma grande dor de cabeça caso sejam utilizados como se não houvesse o amanhã.

Imagina se você tivesse cinco cartões, cada um com R$ 2.000 de limite, o que totaliza R$ 10.000, mas você não tem dinheiro para pagar a fatura de cada um deles? Provavelmente você ficaria desesperado, não é? Esse é o motivo para não ter vários cartões em suas mãos. 

Lembre-se, com grandes poderes vêm grandes responsabilidades. Portanto, use os seus cartões com muito cuidado para não ter problemas insolucionáveis no futuro.

5 – Confundir o seu orçamento com o limite disponível

Por mais que você possa gastar hoje e pagar somente no mês seguinte, saiba que o limite que o cartão de crédito te oferece não é seu. É como se fosse um pequeno empréstimo que você faz mensalmente. 

Por isso, tenha em mente que o que você possui é somente o dinheiro proveniente do seu orçamento. Nada de confundir o limite do cartão com a sua renda. Essas são coisas totalmente diferentes. Por isso que muitas pessoas acabam se enrolando na hora de pagar a fatura porque elas acham que o limite é uma extensão de seus salários, quando na realidade se trata apenas de um empréstimo.

Dito isso, a partir de agora tome mais cuidado na hora de passar as suas compras no cartão, para que você tenha uma vida financeira mais saudável.